Gestão de Google Ads: 9 passos que fazem diferença

Quer saber como se pode melhorar uma campanha Google com 9 passos simples?

Se profissional de  Gestão de Campanhas Google, significa acompanhar permanentemente mudanças no sector da publicidade online, melhorar o desempenho de forma contínua e ter uma obsessão saudável por resultados para garantir marketing de performance elevada.

Tenho a felicidade de poder trabalhar com contas pequenas, médias e outras realmente grandes que dão oportunidades diferentes de optimização PPC. Contudo, todas as contas, permitem ler dados e criar estratégias de otimização, utilização de ferramentas, interpretação de relatórios, no sentido de manter a conta com a melhor performance possível.

Todo o processo de criação e execução de Campanhas Google Ads não é assim tão difícil como se pensa, mas há que ter foco e seguir uma estrutura sólida, arrumada e fácil de manter. Quanto mais sólida a estrutura de uma Conta Google Ads, mais fácil é manter a ordem na casa.

Como melhorar campanhas Google PPC

Campanhas Google Ads: 9 passos fundamentais para o sucesso

Segundo o Portal Webfx, em 2019, mais de 50% dos utilizadores que clicam em anúncios têm a intenção de fazer uma compra / efetuar uma ação “valiosa”

Quer isto dizer que as Campanhas Google Ads são uma forma eficaz e mensurável de promover a sua empresa, gerar leads, captar telefonemas, incentivar vendas ou atrair visitas à sua loja física, entre outros objetivos possíveis de serem planeados nas suas campanhas da Google (ex: Notoriedade )

Contudo,  as campanhas feitas no gigante da publicidade online Google (como todas as outras campanhas ) devem ser planeadas da melhor maneira possível para tornar estes cenários reais. Para isso acontecer, devem ser tomados os seguintes passos, entre outros

  • Estrutura da Campanha Google

Tal como na construção de uma casa, onde a estrutura é o mais importante, no caso das Campanhas de Google Ads, o pensamento deve ser o mesmo: o primeiro passo são sempre os alicerces.

Para o sucesso da campanha, a implementação de uma estrutura correta, definição de objetivos, audiências, geografias e outros aspetos “core”, é imprescindível.

Por outro lado, só com bases bem definidas é que podemos “manter” campanhas mesmo que estas não estejam a correr como planeado.

  • Definir Objetivos claros

Considerar trabalhar Campanhas em Google Ads só porque sim e porque os seus concorrentes também o fazem, não faz sentido. Defina metas focadas (aumento da presença online, impulsionar as vendas de produtos, explorar novas áreas geográficas, etc) é vital e sem essas metas, não terá sucesso, porque não faz ideia do que está a ser medido. Logo, também não fará ideia de quando atinge o sucesso ou as metas planeadas.

  • Escolher as Keywords certas

Uma das dimensões da publicidade que mais gosto, na Google, são os anúncios de pesquisa (Google Search). Mas para que um bom anúncio de pesquisa funcione, é preciso trabalhar de forma altamente criteriosa o conjunto de pesquisas que quer utilizar na sua campanha. As keywords ideais são relevantes, tendem a ser menos concorrenciais e originam bastantes impressões qualificadas Claro que nem sempre é possível fugir a palavras-chave muito concorridas, porque serão também elas a gerar (potencialmente) mais resultados.

Embora nem todas as keywords encaixem nesta fórmula perfeita, são um ponto de partida para os utilizadores e até mesmo para os motores de busca chegarem ao seu negócio (aqui, na vertente do SEO)

  • Criar Anúncios atrativos e relevantes

A Qualidade da mensagem e Relevância são 2 aspetos que me fascinam. Porquê? Até pode ter as melhores keywords do mundo, mas se estas não fizerem jus a estes dois critérios, nunca irá aumentar a taxa de interação com o seu anúncio, nem ter relevância e portanto, identificação com quem vê a sua mensagem. Se o copy (texto) e a própria construção não for atrativa o suficiente, partirá para o mercado dos leilões Google Ads em desvantagem relativamente aos seus concorrentes.

  • Grupos Temáticos de Palavras-chave

Um conselho que dou sempre: comece a sua campanha de Google Ads com Grupos Temáticos: corresponder a temas específicos e que os seus grupos sejam ativados pelas keywords específicas garante um match perfeito entre o copy do anúncio e a pesquisa feita. Detalhar e pormenorizar nunca fizeram tanto sentido, tanto para aumentar a eficácia da mensagem, como para melhorar as suas taxas de conversão e gastar menos em cada clique. (sim, o Google recompensa mesmo a qualidade e a relevância das mensagens dos nossos anúncios).

A partir deste ponto, comece a explorar até encontrar as keywords que têm o melhor desempenho nos seus grupos de anúncios.

  • Landing Pages 

Tal como nas sempre desejadas férias, um bom destino tem mesmo de ser um bom destino quando lá chegamos. Uma excelente Landing Page de conversão tem de apresentar benefícios relevantes para quem a visita; deve ter um objetivo claro, uma campanha específica associada e deve estar construída na ótica de ser o mais intuitiva possível e não permitir fuga ao nosso objetivo principal da campanha.

  • Posicionamentos (positivos e negativos)

Escolher onde uma campanha aparece (e onde não deve aparecer), é um dos fatores de sucesso que deve ser mantido com rigor. Os posicionamentos positivos e negativos devem ser sempre orientadores das suas campanhas, como forma de optimização e aumento de desempenho.

Existe uma máxima de vida, “o que funciona aqui, pode não funcionar ali”

  • Testes A/B

Após estruturar, definir objetivos, construir um copy diferenciado, saber onde vai colocar o anúncio e qual vai ser o seu destino, comece a trabalhar o desempenho.

Em Google Ads, tal como referi no início, o teste e o erro são excelentes professores. Testar é a única verdade constante para garantir o melhor ROI das suas campanhas de pesquisa paga. Por isso, experimente variações de anúncios, grupos, diferentes estratégias de licitação, testes de extensões, etc.

  • Quality Score

Até pode ter as keywords certas nas suas Campanhas Google Ads, criar anúncios “perfeitos” e atrativos, mas se estes não tiverem alto Quality Score, vai pagar mais quando não o deveria o fazer.

Lembre-se que campanhas com baixo Quality Score podem fazer “sérios estragos” no seu orçamento, enquanto as campanhas e anúncios com altos índices de Quality Score podem originar um maior retorno do investimento (ROI).

Já agora, o Quality Score é uma estimativa da relevância dos seus anúncios, keywords e páginas de destino para o utilizador que vê o seu anúncio.

 

Com efeito, se quer aumentar o tráfego do seu website, impulsionar vendas, gerar novas oportunidades de negócio (leads) ou atrair clientes para os seus pontos de venda, não pode deixar de investir em Google Ads. Fale comigo e saiba como uma estratégia e consultoria de marketing digital o pode ajudar com campanhas pagas.

Também poderá estar interessado em:

  1. Como usar o Google Ads para vender mais
  2. 7 métricas fundamentais para medir resultados (digitais)
  3. Saiba porque é tão importante subir no Google
  4. 5 dicas para aumentar a taxa de conversão
  5. Como usar SEO numa PME

António Castro
Consultor de Marketing Digital
Google Ads, SEO, Inteligência Artificial no Marketing
Google Partner